Agosto das Vocações

A cada ano a Igreja nos convida durante o mês de agosto a refletirmos sobre a temática da vocação.

Momento propício no qual retomamos ou deveríamos retomar nossa atitude essencial que é da escuta ao chamado de Deus em nossas vidas através da vocação.

Se vocação é chamado se faz necessário ouvir o apelo do Senhor e a ele responder imediatamente com nosso compromisso de servir à Igreja fielmente.

Para nos ajudar nesse itinerário vocacional a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil nos apresenta um tema a ser desenvolvido durante todo o mês de agosto.

Neste ano de 2014 a CNBB nos propõe o tema inspirado no Evangelho de Jesus Cristo narrado por São Mateus 11, 4b que nos diz: “Ide e anunciai”!

Nada mais coerente do que no mês das vocações ouvirmos a voz de Deus através de seu filho, Jesus Cristo a nos dar um mandato de irmos, ou seja, sairmos de nosso mundinho particular, circunscrito, limitado e nos lançarmos ao anúncio da boa nova.

Muito mais do que um tema vocacional é antes e, sobretudo um desafio para a Igreja e, portanto para todos nós desbravarmos sem temor os novos areópagos da civilização pós-moderna.

Às vezes ouvimos falar da escassez de vocações sacerdotais, da crise vocacional à vida religiosa e esquecemos que não são apenas estas duas as únicas formas de vivermos nossa vocação.

É bem verdade que devemos orar incansavelmente para que Deus suscite sempre vocações de entrega total e irrestrita ao projeto de Deus.

Entretanto quantas vezes matematicamente nos desesperamos na ânsia da quantidade em detrimento a qualidade vocacional e perdemos de vista a beleza da vocação matrimonial e familiar, da vivencia profissional com ética, dentre tantas e variadas vocações.

Ouvindo o apelo imperativo do Senhor: “Ide e anunciai” logo constatamos que ele chama, vocaciona a todos indistintamente, pois todo batizado é peremptoriamente um vocacionado por excelência.

Enfim concluímos, agosto das vocações e queira Deus vocações a gosto!

Carlos Silva – Pascom Diocesana

Comentários fechados.