Agricultores participam de intercâmbio em São José do Sabugi – PB

Em busca da valorização da convivência com o Semiárido, a Ação Social Diocesana de Patos – ASDP/PROPAC, unidade gestora do Programa Uma Terra e Duas Águas, da Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA), realizou no dia 15 de julho, o primeiro intercâmbio intermunicipal entre os agricultores e agricultoras dos municípios de Condado e Vista Serrana, para mostrar experiências de agricultores/as com uso de tecnologias sociais voltadas para a produção.

Durante a visita os agricultores tiveram a oportunidade de conhecer um SAF – Sistema Agroflorestal, desenvolvido pela família Garcia, na comunidade Penedo, município de São José do Sabugi – PB, além do processo de fabricação de poupas de frutas.

A família vem desenvolvendo estratégias de convivência com o semiárido que garantem a segurança alimentar e a sustentabilidade ambiental. Mostrando práticas de cultivo e armazenamento de ração animal, manejo do solo e dos recursos hídricos, de armazenamento de sementes e comercialização da produção, dentre outras.

O intercâmbio teve como finalidade estimular o encontro de saberes e aprimorar o processo de aprendizado e apoiar as famílias à experimentarem novas práticas e tecnologias, ajustando-as as suas condições e potencialidades.

Para o agricultor Paulo de Ornilo a visita realizada a propriedade foi de extrema importância e destacou a dedicação e o trabalho feito pela família. “Conhecer esta região foi muito importante. Aqui nós podemos ver a força de vontade que a família tem de conviver bem com o semiárido”, destacou.

O coordenador do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), José de Arimatéia, avalia o intercâmbio como uma oportunidade para os participantes conhecerem o que outros agricultores, que compartilham da mesma realidade que a deles, estão fazendo para conviver com as adversidades do clima semiárido e para combater a desertificação.

ASDP Patos

Comentários fechados.