Filhas do Amor Divino

A Congregação das Filhas do Amor Divino foi fundada em 21 de novembro de 1868, em Viena, capital da Áustria pela jovem Francisca Lechner, de naturalidade alemã, mas que percebeu no solo austríaco uma maior necessidade de acolher as jovens que vinham do campo para a cidade em busca de melhores perspectivas de vida, em meio às dificuldades que deveriam enfrentar a jovem Francisca Lechner percebeu que ali podia agir oferecendo um ambiente seguro, uma formação cristã e oportunidades de um aperfeiçoamento profissional, assim com o desejo de cuidar da educação feminina nasceu a Congregação das Filhas do Amor Divino. O berço da Congregação se deu num pequeno quarto alugado, seus pertences eram apenas um crucifixo, a imagem de Nossa Senhora e de São José e dois castiçais, e, uma grande confiança na Divina Providência, acreditando que Deus tudo pode ela lançou as sementes que hoje representa uma frondosa árvore cujos galhos se espalharam por 19 países em três continentes. A Congregação nasceu pouco a pouco outras jovens foram partilhando do seu ideal, juntando-se a Francisca e o grupo foi crescendo. Em meados da década de 20 as Filhas do Amor Divino chegaram ao Brasil, especificamente no Rio Grande do Sul e em seguida, no ano de 1925 vieram para o Rio Grande do Norte, para Caicó onde fundaram o Educandário Santa Teresinha. No ano de 1938 as Filhas do Amor Divino chegaram a Patos – PB, a convite do bispo de Cajazeiras, Dom João da Mata, nessa época a cidade de patos, pertencia à diocese de Cajazeiras. O convite do bispo diocesano se deu em virtude de sua preocupação com a educação da juventude feminina, para tanto ele quis convidar uma Congregação a quem pudesse confiar essa tarefa e esse grupo de irmãs convidadas foram as Filhas do Amor Divino. No início, logo que as Irmãs chegaram a escola funcionou em sistema de internato, os pais deixavam suas filhas confiando sua educação total as Irmãs, traziam-nas no início do ano e somente no fim do ano é que as levavam para as férias, toda a formação tanto intelectual quanto doméstica era de responsabilidade das Irmãs. O tempo foi passando, na década de 70 a escola abriu suas portas também para os meninos, se implantou o 2º grau, atualmente ensino médio, os desafios ao longo dos anos vem crescendo, o sistema educacional do Brasil vem passando por uma série de mudanças e a escola vem acompanhando todas essas mudanças sem perder de vista os valores do Evangelho. Atualmente a comunidade religiosa é composta de 08 irmãs, tendo como Superiora Local a Irmã Áquila Vieira de Lucena e Diretora da escola, a Irmã Aparecida Graciele da Costa, conta com uma ótima estrutura física, boa localização, uma excelente equipe de professores e muitas conquistas que fazem da escola um verdadeiro lugar de fé, amor e conhecimento. Em 2013, a escola celebrará o jubileu de seus 75 anos, e agradece a Deus por semear a fé, a ciência e o amor por mais de 7 décadas em solo paraibano.