“O Cristo liberta de toda prisão”, reafirmam padres e o bispo em visita ao Presídio Masculino

Na última sexta-feira, como parte das atividades de visita pastoral do pastor diocesano desenvolvidas em conjunto com os padres das paróquias da cidade de Patos foi o momento dos internos do Presídio Masculino Procurador Romero Nóbrega serem visitados pela comitiva.

Como praxe da visita os sacerdotes se reuniram para um momento de oração seguido de uma breve apresentação da comitiva aos servidores da unidade de detenção de segurança máxima.

Os membros do clero diocesano com seu bispo ouviram atentamente o relato dos membros da Pastoral Carcerária que desempenha sua atividade juntos aos apenados e suas famílias.

Respeito e diálogo foram as palavras chaves destacadas da relação entre a Pastoral Carcerária e os gestores da segurança pública, traduzidas no convívio fraterno entre a população carcerária e os agentes penitenciários.

Um ponto em comum destacado foi a singularidade da presença da Igreja junto àqueles que sofrem pela restrição da liberdade bem como a exclusão, o preconceito dentre outras dificuldades que passam os irmãos internos e suas famílias.

Em cada grade, por trás de cada parede de concreto, os olhos atentos das câmeras de segurança são testemunhas solitárias das histórias, dos sonhos interrompidos por escolhas erradas, juventudes gastas pela ilusão, entretanto a Fé ilumina a obscura realidade irradiando esperança no Cristo que liberta de toda a prisão e quebra as cadeias da velha opressão.

Uma palavra de solidariedade sem julgamentos e carregada de uma porção generosa de misericórdia deram o tom da visita e o compromisso em viver o princípio evangélico sendo cada vez mais uma Igreja em saída em busca daqueles que estão nas periferias existenciais, tomados pela dor.

A comitiva seguirá na manhã deste sábado em visita à localidade popularmente conhecida como “lixão” de Patos onde certamente a Igreja profeticamente trará uma palavra mais crítica frisou Dom Eraldo Bispo, pastor diocesano.

Carlos Silva – Pascom Diocesana

Comentários fechados.