O Senhor ressuscitou. Ele vive aleluia!

Nesta noite santa em que nosso Senhor Jesus Cristo passou da morte para a vida, nos reunimos como uma grande família, em vigíla e oração, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Livramento-PB.

A celebração teve início de fronte o cemitério no centro, com a benção do fogo e , logo em seguida, foi acesso o Círio Pascal, que representa a Luz de Cristo. Depois,  todos seguiram em procissão para a Igreja Matriz, onde participamos de uma bonita e significativa celebração.

A celebração da Vigília Pascal celebra o amor divino, quando Deus cria a vida e a coloca à disposição do homem e da mulher. Mesmo diante do pecado, Deus não recusa seu amor. Ao contrário, ama de modo misericordioso, que é o jeito divino de resgatar a vida da morte.

Pela ressurreição de Jesus, Deus possibilita ao homem viver com um espírito novo, pela qual a vida é plena e poderá ser eternamente feliz. A celebração de hoje exalta a fidelidade divina pela realização das promessas ao seu povo. As leituras proclamam, em síntese, que Deus honrou seu compromisso de fidelidade, que é marcado pelo amor que gera vida plena de paz e de alegria. Os fiéis ouvirão nas leituras, que Deus prometeu e o resultado de sua fidelidade à promessa é a vitória da vida sobre a morte. Nesta Noite Santa e solene, a Igreja canta a alegre aleluia pascal porque Jesus, pela sua Páscoa, passa da morte à vida, das trevas à luz, da tristeza à alegria, do tempo para a eternidade.

SOLENE INÍCIO DA VIGÍLIA OU LUCERNÁRIO

Introdução ao espírito da Celebração:

Depois da cuidadosa preparação que foi para nós a Quaresma, vamos celebrar a ressurreição de Jesus, a Sua vitória sobre o pecado e a morte.
Nesta noite santíssima em que Jesus passou da morte para a vida, a Igreja convida os seus filhos para uma vigília de oração.
Começamos com a bênção do fogo novo. Cristo é a luz que ilumina o mundo inteiro e a Sua ressurreição gloriosa é farol de luz para todos os homens.
Teremos, depois, a liturgia da palavra, com a meditação mais pausada da palavra de Deus, que enche a nossa alma da luz de Jesus.
Seguir-se-á, depois, a liturgia batismal. Pela água do batismo morremos com Cristo para o pecado e ressuscitamos com Ele para a vida nova da graça.
Finalmente, pela liturgia eucarística Jesus torna presente sobre o altar a Sua morte e ressurreição e alimenta-nos com a Sua carne e o Seu sangue, como Cordeiro da Páscoa nova.

Pascom Paroquial

Comentários fechados.