Propedêutico

SEMINÁRIO DIOCESANO SÃO JOSÉ

Histórico

Uma das grandes preocupações e desafios do ministério episcopal do primeiro bispo da nossa Diocese de Patos, Dom Expedito de Oliveira, era formação de presbíteros. Nesse propósito, a criação de uma casa de formação foi um marco referencial nessa caminhada. Essa casa começou em 1978, com quatro jovens seminaristas, funcionando no Centro treinamento Diocesano, instalado no bairro de Santo Antonio, ao lado de sua Igreja Matriz. O acompanhamento desses primeiros Jovens, à época ficou sob a responsabilidade do jovem padre, recém-ordenado, Raimundo Norberto da Silva, seu primeiro reitor.

No início de 1979, o seminário foi transferido para a comunidade do Jardim Queiroz, onde três seminaristas mais o reitor passaram a residir. Em outubro do mesmo ano, vindo da Diocese de Cajazeiras, o Pe. Gervásio Fernandes Queiroga passou a colaborar com a formação dos seminaristas, mesmo morando no Ginásio Diocesano.

Partiu do Padre Gervásio a ideia de se instalar o Seminário Diocesano no prédio do Ginásio Diocesano, o que aconteceu a partir de 21 de fevereiro de 1980. Naquele ano a comunidade do Seminário Diocesano era formada pelos seguintes membros: Pe. Gervásio Fernandes, Pe. Raimundo Noberto (formadores), e os seminaristas: Luciano Dias de Morais (3º ano cientifico – Patos), Antonio dos Santos Silva (3º ano cientifico – Patos), João Saturnino de Oliveira (3º ano Científico – Triunfo – PB), José Alexandre da Silva (1º cientifico – Santana dos Garrotes), Severino Ramos Leite (1º cientifico – Juru – PB) Eduardo Lucena de Araújo (1º cientifico – Patos), Silvio Nunes Faustino Filho (2º ano cientifico – Teixeira – PB), Francisco Elói de Medeiros Neto (1º ano cientifico – São Mamede – PB).

O Seminário funcionou no prédio do Ginásio Diocesano até o ano de 1988 e em 1989 foi inaugurada a atual sede, que está localizada entre a Igreja Matriz de Santo Antonio e o Centro de Treinamento de Lideranças da Diocese, no bairro de Santo Antonio, em Patos – PB.

Foram reitores do Seminário Diocesano de Patos, nos seguintes períodos: Pe. Raimundo Noberto(1978/1988.1); Pe. Silvio Nunes Faustino (1988.2); Pe. João Saturnino (1989); Pe. Expedito Caetano da Silva(1990/1991); Pe. Elias Ramalho Gomes (1992 a março de 2001); Paulo Jackson Nóbrega de Sousa (abril de 2001 a 2006); Francisco Almeida de Lucena (2007-2011) e Pe. Leonardo Henrique (2011 até o presente momento)

É importante destacar, no histórico do seminário, a forte presença de pessoas que sempre contribuíram para a manutenção dos seminaristas, de modo especial o grupo do PRÓ – SEM, idealizado por Dom Geraldo e que ainda hoje contribui mensalmente.

ATA DA INAUGURAÇÃO DO NOVO PRÉDIO DO SEMINÁRIO DIOCESANO

Aconteceu em data de 18 de março de 1989, a solene inauguração do novo prédio do Seminário Diocesano de Patos. Era sonho do Sr. Bispo dotar a Diocese de um prédio onde houvesse melhores condições para funcionar o Seminário Menor de sua igreja particular de Patos.

Para concretizar tal desejo, nosso dedicado e zeloso pastor conseguiu substanciosa ajuda financeira junto à instituição estrangeira ADVENIAT, dos católicos da Alemanha Ocidental. Os trabalhos de construção desta obra atingiram a cifra dos C$ 24.000,00 (vinte e quatro mil cruzados novos). A condenação dos mesmos ficou a cargo do Revmo. Sr. Pe Jacó Jair Tomazella dos Padres Salvatorianos, e atual pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Patos.

Uma vez que este Seminário tem São José como patrono, a inauguração do seu prédio foi marcada para o dia da festa deste grande santo. Para isto, foi organizada a seguinte programação: às 16h00, procissão com a imagem de São José, partindo da Igreja Catedral de Nossa Senhora da Guia; passou pelas ruas Sólon de Lucena, Leôncio Wanderley, Felizardo Leite, Prado, Irineu Jófili e Augusto dos Anjos, terminando em frente ao prédio do Seminário, ao lado da Igreja de Santo Antônio, aí, em carro palanque, foi concelebrada a santa missa presidida pelo Sr. Bispo Diocesano, com a participação dos sacerdotes: Luis Laíres da Nóbrega, Valdomiro Batista de Amorim, Sílvio Nunes Faustino Filho, João Noronha, Levi Rodrigues de Oliveira, Severino de Alencar Leite, Manoel Dutra de Medeiros, Jacó Jair Tomazella e José Lopes Sobrinho. Estiveram presentes diversas religiosas da cidade, os alunos do seminário menor, parte dos seminaristas maiores e grande multidão de fiéis. Os cânticos da missa estiveram a cargo dos seminaristas menores, com a ajuda da irmã Priscila. Após a Santa Missa, muita gente visitou e conheceu o prédio do Seminário. Pela sua beleza arquitetônica e pela solidez de sua construção, este pode ser considerado o cartão postal desta Diocese.

O movimento em apreço constituiu-se uma verdadeira e grande festa da comunidade católica da cidade de Patos. Tudo aconteceu conforme o programa anteriormente previsto para o evento em pauta.

Percebeu-se o profundo contentamento do Pastor, do clero e do povo de Deus desta cidade por mais uma obra concluída para a glória de Deus e bem de sua Igreja.

Patos, 18 de março de 1989

Pe. José Lopes Sobrinho