Bodas de Porcelana Sacerdotal do Pe. Jorge Gomes

Etimologicamente a palavra “Sacerdote” significa administrador dos bens sagrados, espirituais, das coisas sacras, do transcendental.

Nada mais apropriado do que esta conceituação para iniciar esta reflexão sobre o dom vocacional do Reverendíssimo Pe Jorge Luiz Gomes em suas Bodas de Porcelana Sacerdotal.

Se cabe àquele que é chamado do meio do povo a administração dos bens sagrados, o sacerdote faz a ponte entre o humano e o transcendental não por seus méritos, mas em vista do sacerdócio régil do qual participa segundo o Sacramento da Ordem.

Dotado dos carismas que Deus lhe confiou o Reverendíssimo Pe Jorge Gomes, revestido do múnus que o faz partícipe do único e santo sacerdócio em Cristo Jesus fez do seu sim uma entrega total e irrestrita ao serviço e a santificação do povo de Deus.

Seu zelo pelas coisas mais simples, seu jeito calmo e por vezes discreto têm sido uma marca de seu ministério presbiteral ao longo dos 20 anos desde que foi ordenado com imposição das mãos e prece de ordenação do saudoso Dom Gerardo Andrade Ponte.

A porcelana que dá nome às festividades ou Bodas Sacerdotais de 20 anos traz a simbologia do esmero, do cuidado, do zelo, da delicadeza e do processo minucioso até a consistência ideal e a aparência impecável tal qual o dom sacerdotal que necessita de constante renovação dos compromissos assumidos diante de Deus e de seu povo.

Fala-se em crise de vocações, em distanciamento da Fé, do crescente relativismo e da indiferença religiosa, pois bem neste contexto se compraz de exuberante dádiva celebrar o dom de uma vida sacerdotal experiente e feliz.

Elevamos a Deus nossa prece de ação de graças e rogamos que permita ao Reverendíssimo Pe Jorge Gomes trilhar sempre sua missão com amor e dedicação usando as armas de seu protetor, o guerreiro da Fé, vencedor do bom combate que lhe empresta o nome, São Jorge.

Texto e foto: Carlos Silva – Pascom Diocesana

Comentários fechados.