Diocese de Patos celebrou solenidade de Corpus Christi

A Festa de “Corpus Christi” é a celebração em que solenemente a Igreja comemora o Santíssimo Sacramento da Eucaristia, sendo o único dia do ano no qual o Santíssimo Sacramento sai em procissão às ruas. Nesta festa, os fiéis agradecem e louvam a Deus pelo inestimável dom da Eucaristia, onde o próprio Senhor se faz presente como alimento e remédio de nossa alma. A Eucaristia é fonte e centro de toda a vida cristã. Nela está contido todo o tesouro espiritual da Igreja, o próprio Cristo.

A Festa de Corpus Christi surgiu no séc. XIII, na diocese de Liége, na Bélgica, por iniciativa da freira Juliana de Mont Cornillon, (†1258) que recebia visões nas quais o próprio Jesus lhe pedia uma festa litúrgica anual em honra da Sagrada Eucaristia.

Todo católico deve participar dessa Procissão por ser a mais importante de todas que acontecem durante o ano, pois é a única onde o próprio Senhor sai às ruas para abençoar as pessoas, as famílias e a cidade e manifestar sua presença pública. Em muitos lugares criou-se o belo costume de enfeitar as casas com oratórios e flores e as ruas com tapetes ornamentados, tudo em honra do Senhor que vem visitar o seu povo.

Começaram assim as grandes procissões eucarísticas, as adorações solenes, a Bênção com o Santíssimo no ostensório por entre cânticos. Surgiram também os Congressos Eucarísticos, as Quarenta Horas de Adoração e inúmeras outras homenagens a Jesus na Eucaristia.

Na Diocese de Patos, todas as paróquias fizeram uma bela Vigília Eucarística na noite da quarta-feira (25),  que se estendeu durante toda a manhã  da quinta feira (26) com Celebração Eucarística em todas as Igrejas e adoração até o meio dia .

Na tarde da Quinta feira, às 17 horas , na Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima, aconteceu a  Missa Solene de Corpus Christi  Presidida pelo Pastor Diocesano, Dom Eraldo Bispo da Silvas,  e Concelebrada pelos Padres das oito paróquias da cidade de Patos. Em sua Homilia Dom Eraldo  atualizou e aprofundou o sentido desta grande Celebração para a Igreja Católica e para os Cristãos. Ele destacou que pela Eucaristia nos tornamos adoradores de Deus e que Jesus inaugura uma nova mentalidade, a mentalidade da partilha. “Eucaristia é partilha, não é compra”, disse. Dom Eraldo destacou que pela Eucaristia se chega à Compaixão, à Misericórdia e ao Perdão.

Ele lembrou também que só a Eucaristia é capaz de matar todas as fomes mais profundas da humanidade. Uma delas é a fome de Justiça que só se concretiza quando se observa todos os Valores do Reino de Deus.

Ao final da Celebração, a multidão de fiéis seguiu em caminhada até a Catedral de Nossa Senhora da Guia, onde o Bispo proferiu a Bênção do Santíssimo Sacramento.

 

Texto : Maria Joseny (Josa)

Fotos: Wiviane Félix

– Pascom Diocesana

Comentários fechados.