Dom Eraldo faz visita Pastoral em Quixaba

A comunidade São Francisco de Assis (Quixaba) foi agraciada, na recente 5ª feira, 17/12, ao vivenciar um dia de muita animação pastoral, na visita aos enfermos, idosos e tantas pessoas necessitadas de uma mensagem de ânimo, fé, através da visitação feita pelos missionários da nossa comunidade, com o Pe. Rogério, o Diácono Lindomar; todos impulsionados pela presença festiva do nosso bispo diocesano D. Eraldo.

Foi maravilhosa a realização da caminhada missionária com a Oração do Terço, às 5h nas ruas da cidade; ainda na parte da manhã, aconteceram as visitas missionárias. No período da tarde, o encontro com as crianças e jovens. E para finalizar, a programação, às 19h, na praça, houve a celebração da Santa Missa.

Agradecemos a Deus pela serenidade e bênçãos derramadas neste dia. Ficamos felizes e agradecidos pelo empenho efetivo e participação maciça de todos na programação realizada com sucesso para que o “Nome de Jesus seja mais conhecido, honrado e adorado”.

A Visita Pastoral é a visita por excelência do Pastor da Igreja local e sucessor dos Apóstolos que, por isso, nos merece a maior reverência, permite reconhecê-lo claramente como o pregador do Evangelho, o pastor, o doutor, o grande sacerdote do rebanho (CIC 397).

Pela Visita Pastoral, o Bispo apresenta-se como visível princípio e fundamento da unidade na Igreja particular que lhe está confiada (LG 23). É uma oportunidade de o bispo trazer conforto e estímulo aos discípulos e missionários de Jesus Cristo a fim de um convicto, destemido anúncio do Evangelho em nossas comunidades de fé.

Esta é uma chance especial ao pastor diocesano de chamar todos os cristãos católicos à consciência de si mesmos no tocante a sua atividade apostólica. A Visita Pastoral tem o objetivo, especialmente de ajudar, não tem o intuito de julgar; mas torna presente uma ação misericordiosa do bispo da diocese no cumprimento do tríplice múnus de ensinar, santificar e governar (apascentar).

Lucivaldo Canuto – Seminarista – Diocese de Patos -(4º Ano de Teologia)

Comentários fechados.