RCC de Piancó realizou a Devoção das “Mil Ave-Marias”

A Renovação Carismática Católica da Paróquia de Santo Antônio, em Piancó, realizou nesta sexta-feira, (15), a antiquíssima Devoção das Mil Ave-Marias. Teve-se início às 10h na Capela do Santíssimo da Igreja de Nossa Senhora do Rosário com uma participação ativa dos respectivos membros do movimento, como também dos missionários e missionárias que fazem parte dos diversos serviços, pastorais e áreas missionárias da paróquia e, consequentemente, aberto ao povo de Deus.

O encerramento deste encontro de oração decorreu em meado das 15h30min. É importante destacar o fato que, nesse mesmo dia, aconteceu enquanto rezava-se as Mil Ave-Marias: em toda a paróquia estava sendo realizado o grande dia de evangelização intitulado “Jesus no Sertão”, percorrendo os bairros da cidade, levando a mensagem da Palavra de Deus a todos, sobretudo aos jovens e adolescentes.

Vale lembrar que a RCC da paróquia de Piancó desde sempre realizou esta Devoção das Mil Ave-Marias, mas, agora, com maior fervor e divulgação. Todo dia 15 de cada mês o povo católico é convidado a reunir-se na Igreja do Rosário para clamar à Virgem Maria as suas intercessões pela intenções da Igreja, do mundo inteiro e do coração de cada um.

 

Segue abaixo a história desta antiquíssima Devoção:

A devoção às Mil Ave-Marias faz parte da tradição religiosa no Brasil e, antigamente, era sempre rezada, trazendo muitas graças aos participantes.
As Mil Ave-Marias não tem nenhuma ligação com Medjugorje, como muitos pensam. As mensagens de fé comunicadas por Nossa Senhora e citadas nas folhas das Mil Ave-Marias em forma de “super-rosário” não foram tiradas das revelações de Nossa Senhora de Medjugorje, mas, sim, de suas aparições em Montechiari, com o título de Nossa Senhora da Rosa Mística e do livro do Pe. Gobbi: Os sacerdotes, filhos prediletos de Nossa Senhora (Movimento Sacerdotal Mariano).

Nossa Senhora chorou em Montechiari, pedindo oração, sacrifício e penitência para salvar o mundo. Mas nossa querida Mãe nunca fez ameaças, somente orientou, como uma mãe que quer proteger seus filhos dos perigos que podem acontecer se não houver oração e conversão.
É verdade que todas as orações devem vir do coração, seja uma Ave-Maria ou Mil Ave-Marias!

As Mil Ave-Marias são feitas em forma de um “super-rosário” bem meditado sobre todos os mistérios da nossa salvação e com a bênção da paz que Nossa Senhora comunicou ao Pe. Gobbi no dia 24 de Outubro de 1984. A oração possui grande poder! Por isso, é necessário rezar muito! Obtém-se mais com um dia de oração intensa do que com anos de contínuas discussões. O “Super-Rosário” acrescido de sacrifícios, leva a um dia de oração intensa.

“Vamos ajudar Nossa Senhora nesta batalha contra o Mal, combatendo com a oração das Mil Ave-Marias em forma de ‘super-rosário’” (Citação extraída do livro “Orações de todos os tempos da Igreja ” Prof. Felipe Aquino).

No dia das Mil Ave-Marias, devemos estar em estado de graça e participar da Santa Missa. Os que não puderem comungar fazer a Comunhão espiritual.

Em nossa paróquia é rezada esta devoção todo dia 15 de cada mês na Igreja de N. Sr.ª do Rosário.

Como Rezar

Coloca-se um cestinho para os pedidos de oração. Inicia-se com alguns cantos, em seguida reza-se o Credo, 1 Pai-Nosso e 3 Ave-Marias.
Vamos contemplar os 20 mistérios, ou seja: Gozosos, Luminosos, Dolorosos e os Gloriosos. Apenas que: ao invés de rezarmos em cada mistério 10 Ave-Marias rezamos 50 e assim fazemos as Mil Ave-Marias.

 

———-

Texto: Luciano Souza

Pascom Paroquial.

Comentários fechados.