“Sacerdos” in Aeternum”

Caríssimos Padres,

 

Aos pés do Sacerdote por excelência, quero, neste dia especialmente dedicado aos presbíteros, elevar os olhos e o coração ao Deus  de bondade para agradecer pelo  dom da vocação de  cada um de vocês.

Com o  olhar humano posso ver homens muito frágeis, limitados e com marcas históricas que definem  o ser e o agir de cada um. Vejo como vocês são humanos e por isso mesmo portadores da cruz interior e da cruz que se pode ver quando trafegam pelos caminhos da vida quotidiana. Este olhar humano seria desmotivador se não tivéssemos outros olhos: os olhos da Fé. Com este olhar posso contemplar e admirar a Grandeza do amor de Deus que escolheu estes homens com tudo  o que têm e com tudo o que são para uma obra maravilhosa: “apascenta minhas ovelhas”. O Senhor lançou sobre cada um de vocês um olhar de misericórdia e lhes confiou uma tarefa sublime que nem aos anjos o fêz: tornar  Jesus presente no “pão do céu”. Os presbíteros não fazem isto por méritos próprios , mas unicamente por bondade de Deus e pela grande confiança que o Senhor Jesus depositou em cada um: “Fazei isto em memória de Mim”.

O que vocês fazem com tantas riquezas recebidas do céu? .A esta pergunta só podemos responder com estes olhos que admiram a presença dos Sacerdotes, dos Presbíteros escolhidos por Jesus com o critério que contraria todos os critérios humanos: a Misericórdia. Posso  elencar o que lhes é possível realizar como fidelidade ao chamado: Renovar o  Corpo Místico de Cristo pelo  batismo dado aos novos membros da Igreja, perdoar os pecados e aliviar o peso da alma de tantos quantos necessitam, ensinar com a Palavra que liberta e salva, celebrar a Eucaristia, confortar os doentes e caídos nos leitos da dor e tantas situações humanas, abrir os olhos da fé e, profeticamente , dizer que o Reino  de Deus está entre nós e cuidar para que os lobos ferozes não destruam o rebanho.

Diletos Padres, neste dia em vocês renovam as suas promessas proferidas no dia da Ordenação presbiteral, tenho o coração de Pastor como uma fornalha ardente e disposto a amá-los, lançando  sobre todos o olhar humano para sentir a humanidade de cada um, mas  sobretudo o olhar da fé para ver e sentir em cada  presbítero  o carinho de Deus por toda a humanidade. Por ser o mais frágil e mais limitado entre vocês não tenho as palavras acertadas para o “merecido elogio” para homens tão dignos e tão nobres diante do mistério que o Senhor nos quis confiar. Peço a Jesus, o Bom Pastor, que cuide sempre mais de todos e da cada um com o seu amor infinito e que todos possam ouvir a pergunta que saiu do coração de Jesus: “Tu me amas” e igualmente possam responder individualmente: “Tu sabes que te amo” e com os olhos brilhando e o coração aos pinotes de alegria possam todos ouvir as ricas palavras que fazem do ministério presbiteral uma fonte de graças e uma  grande missão: “Apascenta as minhas ovelhas”.

Muito obrigado, meus queridos Padres e que Nossa Senhora cubra a todos  com o seu manto. Rezem por mim! Rezo por vocês todos os dias!.

 

Dom Eraldo Bispo da Silva – 4º Bispo de Patos – PB

Missa dos Santos Óleos – 06 de Abril de 2017

Comentários fechados.